Chamando jaó no assobio

Jaó (Crypturellus undulatus). O jaó e suas subespécies habitam matas abertas e cerrados no Brasil.
É ave cinegética (procurada por caçadores). Sua vocalização consiste em 3 ou 4 pios descendentes, sendo as notas finais mais aceleradas. Atende facilmente ao pio do caçador ou, no caso da reserva água doce, fotógrafo e observador de aves.    Alimenta-se de sementes, bagas e invertebrados.          Observar e fotografar aves ou animais é uma experiência muito interessante e saudável: Embora solitária, a adrenalina é constante; exercitar paciência e perseverança esta atividade, além de terapêutica é muito prazerosa.

É durante as expectativas é que se formam os hormônios do prazer no cérebro.

Então, domingo à tarde, nada melhor que uma caminhada nas trilhas da reserva água doce e passarinhar. Esse termo é a denominação para essa nova atividade de turismo.

A cada passo uma surpresa, tanto no chão como no ar. O fotógrafo ou observador precisa estar muito atento, a tudo. Desde os cuidados onde pisa aos movimentos ou vocalizações.

Neste caso, após identificar uma vocalização próxima à borda da mata, entre 18 e 19 hrs foi necessário concentração no objetivo perseverança e foco. Depois de uns 20 minutos, lá veio ele: O majestoso jaó, livre na natureza… confira o vídeo 👍

Jorge Antônio Cavallet

Jorge Antônio Cavallet

Deixe seu comentário

Fechar Menu